A LAAUSP, Liga Atlética Acadêmica da Universidade de São Paulo, é constituída por 25 Associações Atléticas Acadêmicas (AAA) da USP, tanto da capital como do interior, sendo a instância máxima de representação esportiva da Universidade de São Paulo. É ela quem faz contato com a diretoria do CEPEUSP, a Reitoria e demais órgãos que necessitam de uma unidade esportiva. Atualmente, organiza campeonatos internos entre as Atléticas da Universidade de São Paulo, como o Bichusp, a Copa USP, os Jogos da Liga e a Copa dos Campeões, além de ser a responsável pela convocação das Seleções USP, unindo os melhores atletas de cada faculdade para disputarem torneios contra outras instituições de ensino de São Paulo (FUPE), do Brasil (JUBS) e do exterior (Copa UniSinos).  

 A Copa USP, realizada no 1º semestre, apresenta duas divisões, serie azul e serie laranja, que representam a 1ª e a 2ª divisão, respectivamente. Todas as Atléticas da USP que são filiadas à LAAUSP disputam tal competição, que apresenta aproximadamente 20 modalidades. Já os Jogos da Liga, que são realizados no 2º semestre, se assemelham bastante à Copa USP, apresentando como principal diferença o fato de não haver diferentes divisões para a competição. Com a conclusão de tais campeonatos semestrais, as Atléticas que se consagrarem vencedoras das duas competições disputam a Copa dos Campeões e, caso a mesma Atlética receba o título dos dois torneios, a Copa dos Campeões é disputada contra as Seleções USP. A Associação Atlética Acadêmica Visconde de Cairu (AAAVC) disputa a serie azul da Copa USP e já ganhou diversas vezes os títulos de ambas as competições, tendo presença frequente na Copa dos Campeões. 

Com relação a outros campeonatos internos organizados pela LAAUSP, temos o Bichusp, que é uma competição entre os calouros dos cursos da USP, e também a Taça USP, que é um torneio disputado pelos campeões dos Jogos da Liga e do CaipirUSP, competindo então as Atléticas da USP do interior e do estado.

 O campeonato mais recente que a LAAUSP organizou foi o JOIN USP, que são os jogos de integração da USP. Em tal competição, diversas atléticas da USP localizadas no interior do estado competem com outras da capital, sendo que são realizadas diversas etapas e cada uma destas é feita em uma cidade diferente.

 

Organizado por membros da Unip dissidentes da FUPE (Federação Universitária Paulista de Esportes), a competição anual do Novo Desporto Universitário (NDU) teve sua primeira edição no ano de 2010. A competição é inspirada no modelo do Novo Basquete Brasil (NBB), torneio profissional da modalidade, que visa a popularização do Basquete no país, atraindo assim investidores e patrocinadores.

De acordo com sua própria diretoria, a NDU é a ”alternativa séria” no esporte universitário. A organização optou por fazer a competição semestral, com o encontro dos campeões de cada semestre no fim da temporada.

As modalidades são Basquete feminino e masculino, Futebol de Campo, Futsal masculino e feminino, Handebol masculino e feminino e Vôlei masculino e feminino, além de Atletismo, Judô, Jiu Jitsu, Natação, Rudby Seven, Tênis e Tênis de Mesa.

O campeonato conta com o apoio e parceria da FUPE (Federação Universitária Paulista de Esportes), do JUP (Jogos Universitários Paulistanos), da Liga Paulista, além do Jornal Bleh e da Revista Offline, e assim se desenvolve e evolui a cada ano.

59 faculdades, de vários locais distintos, participam da competição e fazem dela uma das mais importantes dentre as demais, que destaca excelentes atletas em diversas modalidades.

Criada em 1934, a FUPE (Fundação Universitária Paulista de Esportes), se manteve por décadas como o principal campeonato universitário do estado de São Paulo. Conforme foi ganhando importância esportiva, a FUPE deixou de ser administrada pelos universitários e tornou-se um órgão de alto interesse político e financeiro, atraindo investimento particular. Essa notoriedade fez da FUPE um alvo de gestões corruptas e ineficientes.

Em 2008, o descontentamento das atléticas paulistas devido à corrupção, má administração dos jogos e endividamento, as 20 maiores atléticas de São Paulo juntamente com a SEME (Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação), lideradas pela Associação Atlética Acadêmica Politécnica, decidiram criar uma entidade para fiscalizar o esporte universitário e ganhar força para obter mudanças em tais campeonatos. Essa organização, batizada de G20, foi fundamental durantes alguns anos para estabilizar a relação com a FUPE.

A partir de 2012, surgem NDU e InterU como alternativas para a FUPE, não obstante, a portaria (restrição de participação em campeonatos não filiados à FUPE) criada pela mesma fez essa instituição cada vez menos atrativa para as Atléticas.

O G20 também criou o Campeonato de modalidades individuais: CUPE (campeonato no Cepe com modalidades individuais). A primeira edição, presidida pela ECA, enfrentou problemas nas contas e acabou gerando prejuízos para o G20.

Estabilizada a situação com a FUPE e com os campeonatos do G20 enfrentando problemas, as reuniões foram se dispersando e o interesse tornou-se cada vez mais baixa.

Em 2014, o G20 foi assumido por Matheus Giori , então Diretor Geral Esportivo da Associação Atlética Acadêmica Politécnica, que melhorou o contato entre as atléticas e iniciou um novo projeto para a instituição, em que cada atlética deveria organizar um campeonato de uma modalidade individual a qual tinha interesse. Além disso, a NDU passou a ouvir o G20, o que provocou grandes melhoras nesse campeonato.

Atualmente, o G20 está novamente em baixa, porém continua sendo um órgão essencial para a resolução de problemas e discussões entre as atléticas paulistas.

 

Fundada em 2012 e organizado pela TTK Marketing Esportivo, com patrocínio do Banco do Brasil, a InterU é um campeonato universitário do estado de São Paulo. A competição, além da parte esportiva, diferencia-se por sua atuação nas áreas acadêmica e social, com eventos dentro das universidades participantes. Assim, pode-se dizer que a InterU estrutura-se em três grandes áreas: 

 

- Desenvolvimento Profissional – objetiva oferecer oportunidades profissionais e culturais aos universitários. 

- Esporte – campeonato entre as universidades nas modalidades: futsal, vôlei, basquete e handball, nas categorias masculino e feminino;

- Desenvolvimento Social – incentivo à responsabilidade social voltada para os jovens universitários, em ações com foco em esporte, saúde e cidadania (InterU Cares).

 

Além de tudo isso, há a chamada “InterU Madness”, uma série de decisões entre as equipes mais bem classificadas de toda São Paulo (capital, litoral e interior), com o intuito de definir a campeã definitiva do estado. Apesar da interessante e promissora proposta, a InterU entrou em decadência no ano de 2014. O corte do patrocínio do Banco do Brasil fez com que, por questões financeiras, o campeonato perdesse força e, consequentemente, não acontecesse no ano seguinte. 2016, porém, marca o retorno da competição. A expectativa é grande, já que o evento tem de tudo para ser um dos pilares do esporte universitário no estado de São Paulo, pelo enorme potencial que apresenta.

Onde estamos

Av. Professor Luciano Gualberto, 908

FEA 5 - 2º Andar - Sala 208

Email: aaavc@aaavc.com.br

CNPJ: 48.322.598/0001-61

Telefone: 011 3091-5990

 

 

JSN Mini template designed by JoomlaShine.com